WHATSAPP DA CLUBEClique e entre no grupo de notícias da Rádio Clube

Santa Catarina encerra período de calamidade pública por Covid-19

Após dois anos, Santa Catarina não está mais em estado de calamidade pública por conta da pandemia da Covid-19. O governador Carlos Moisés anunciou em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, 31, em Florianópolis, que não irá renovar o decreto de emergência em saúde, que valia até esta data.

>> Receba informações de Blumenau e região no seu WhatsApp

Fotos: Julio Cavalheiro/Secom

A ação faz parte do processo de volta à normalidade em função da melhora do cenário epidemiológico e do avanço na vacinação.

Santa Catarina encerra o período de calamidade pública com a menor taxa de letalidade para a doença no país – 1,3% contra 2,2% na média nacional. Atualmente, são 4,2 mil casos ativos para o novo coronavírus – no pico, em 29 de janeiro deste ano, foram mais de 80 mil.

Em termos práticos, o fim da calamidade pública significa um retorno aos ritos habituais nos processos de gestão administrativa, notadamente na Secretaria de Estado da Saúde. O Centro de Operações em Emergências em Saúde (COES), por exemplo, deixa de existir.

O órgão deu suporte técnico às decisões tomadas pelos gestores públicos no enfrentamento à pandemia. O governador explica que o Governo seguirá com os atendimentos a todos que necessitem, porém o que eram regras anteriormente passam a ser orientações agora, como o uso de máscaras.

“Isso significa que o cenário melhorou, mas a pandemia da Covid-19 ainda não passou, só que precisamos focar nossas ações também nas outras necessidades. É um dia de mudança de status”, declarou o secretário André Motta Ribeiro.

Leia também:

>> Jovem suspeito de recolher cachorros de rua para torturar e matar é preso em SC

>> Articulação pré-eleição provoca mudanças na Prefeitura e Câmara de Blumenau

>> Homem sobrevive após ser atingido por onze disparos de arma de fogo em Indaial