APP DA CLUBEClique e baixe o novo app da Clube para sistema Android

Rádio Clube reúne lideranças para cobrar agilidade na obra do Viaduto do Badenfurt

Foto: Armindo Vogue/Rádio Clube

O programa Meio Dia na Clube desta segunda-feira, 29, debateu a situação das obras de duplicação da BR-470, no Vale do Itajaí, com foco no trecho que compreende o viaduto do Badenfurt, principal gargalo da rodovia atualmente. Lideranças políticas e empresariais se reuniram no auditório Milton Macedo Domingues, da Força do Rádio.

O especial foi mediado pelo apresentador Paulo Cesar da Silva e contou com a participação do senador Esperidião Amin (PP), do prefeito de Gaspar e presidente da Associação dos Municípios do Vale Europeu (Amve) Kleber Wandall (MDB), prefeito de Blumenau Mário Hildebrandt (Podemos), prefeito de Indaial, André Moser (PSDB), prefeito de Pomerode Ércio Kriek (DEM), além do empresário Rui Altenburg, do membro do Conselho Comunitário de Segurança do Badenfurt, Orlando Mandel e do líder comunitário, Fábio Tironi.

O senador Espiridião Amin foi enfático ao dizer que o Governo Federal não reconhece a importância que a BR-470, em Santa Cantarina, tem para a economia brasileira. Amin também revelou que a proposta do programa Meio Dia na Clube mobilizou o fórum parlamentar catarinense em Brasília e o DNIT/SC para que um relatório sobre a situação das obras de duplicação da BR-470, em Santa Catarina, seja apresentado mensalmente.

O presidente da Amve e prefeito de Gaspar, Kleber Wandall, reforçou que as obras de duplicação da BR-470 são importantes para toda região. “É importante não apenas para a segurança, mas para a economia, para que a escoação dos produtos produzidos aqui e a chegada de matéria prima seja feita de forma mais rápida. Por isso é um questionamento que precisa ser feito”, disse Wandall.

Foto: Armindo Vogue/Rádio Clube

O prefeito Mário Hildebrantd, lembrou que é preciso acompanhar a situação com bastante rigor, uma vez que recursos estaduais estão sendo investidos na obra. O acordo para que o Governo do Estado fizesse o repasse desses recursos teve o apoio da Amve. “A rodovia precisa evoluir e atender a demanda de crescimento da região. Aqui ficou parado, infelizmente”, disse o prefeito.

O empresário Rui Altenburg relatou a dificuldade enfrentada por empresários que precisam utilizar a BR-470 em sua logística. “É caótico”, resumiu. Altenburg também manifestou preocupação com o projeto apresentado pelo DNIT/SC a ser construído no local. Segundo o empresário o proposta original, que prevê um aterro elevado e duas passagens inferiores é inviável.

Dessa forma, a sugestão apresentada, e acatada pelo DNIT/SC, segundo o empresário, foi a construção de um viaduto mais amplo, assim como já existe na BR-101.

Foto: Armindo Vogue/Rádio Clube

Procurada, a superintendência do DNIT/SC informou que o superintendente Ronaldo Carioni Barbosa não poderia conceder entrevista e por este motivo, enviou uma nota.

“O projeto do traçado do viaduto, que pertence ao lote 3 das obras de duplicação da BR-470, foi reformulado em relação ao projeto original após o crescente volume de tráfego verificado no local ao longo dos anos.
O objetivo é adequar a obra à demanda e eliminar os gargalos do trânsito e ocorrências de filas no local.
A alteração do projeto original é um pedido da própria comunidade de Blumenau e região e servirá para aprimorar a eficácia da mobilidade no local. As adequações no projeto estão sob análise interna no DNIT. A previsão é de que as obras iniciem quando este novo traçado for aprovado pela autarquia”.

Ouça o programa na íntegra:

3 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *