WHATSAPP DA CLUBEClique e entre no grupo de notícias da Rádio Clube

Blumenau perde Paulo França

O engenheiro e político Paulo França, que tinha 70 anos – dos quais quase 50 anos dedicados aos serviços públicos – morreu neste sábado, 02 de abril, em decorrência de um câncer.

Engenheiro civil de formação, em sua trajetória de dedicação ao serviço público, Paulo França teve passagens pela Secretaria Municipal de Obras, Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR) de Blumenau, Secretaria de Estado da Infraestrutura e Assembléia Legislativa. 

Paulo França iniciou sua carreira em 1975, junto ao Escritório Regional de Fiscalização do Departamento de Estradas e Rodagem de Santa Catarina (DER), onde atuou por quatro anos. Logo depois, em 1980, assumiu a Diretoria de Obras da Prefeitura de Blumenau, durante o primeiro governo do ex-prefeito Renato Vianna. Na gestão seguinte, com Dalto dos Reis, foi convidado a comandar a Secretaria de Obras do município. Sua administração foi marcada pela reconstrução de Blumenau após as devastadoras catástrofes naturais de 1983 e 1984. 

Em 1989 afastou-se temporariamente da gestão pública para atuar na iniciativa privada, retornando ao poder público no segundo mandato de Renato Vianna, em 1994, novamente como secretário de Obras de Blumenau. Três anos depois, em 1997, passou a atuar como Diretor de Obras do Departamento de Estradas e Rodagem de Santa Catarina (DER). 

Retornou à iniciativa privada em 1999, quando teve a oportunidade de coordenar uma das mais marcantes revitalizações da área central da cidade de Blumenau: a Rua XV de Novembro. De volta ao serviço público, entre 2002 e 2003, assumiu como presidente da Eletrosul, deixando a função para implantar, estruturar e comandar a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Blumenau. À frente da SDR Blumenau entre 2003 e 2010, Paulo França foi responsável pela gestão de mais de R$ 1,3 bilhão em investimentos para a saúde, educação, infra-estrutura, economia, cultura, turismo e esporte de toda região do Médio Vale do Itajaí.

Em 2010, foi candidato a Deputado Estadual, ficando como suplente de seu partido. No ano seguinte, em 2011, foi convidado a assumir como secretário Adjunto da Secretaria de Estado da Infraestrutura, onde atuou até 2013. Em 2013, Paulo França retornou a Blumenau, após o convite para contribuir mais uma vez com a Secretaria Municipal de Obras, onde administrou grandes realizações, como a conclusão do Complexo Viário do Badenfurt e início do prolongamento da Rua Humberto de Campos, além da concepção dos corredores estruturais Oeste, Norte e Leste. 

Em 2014, assumiu uma cadeira na Assembléia Legislativa catarinense pelo período de cinco meses, retornando, na seqüência, para Blumenau, onde permaneceu como secretário Municipal de Obras até 2017. No mesmo ano, foi convidado novamente para assumir a função de secretário Adjunto de Estado da Infraestrutura e no ano seguinte, como secretário de Estado da Infraestrutura e Presidente do DEINFRA. 

Em 2019, Paulo França retornou para Blumenau, onde atuou até 2021 como secretário Municipal de Mobilidade Sustentável e Projetos Especiais, coordenando neste períodos obras históricas para a cidade, como a implantação do corredor estrutural Oeste.

Em 2021, ele assumiu a presidência do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), função que deixou para tratamento de saúde. 

Paulo França deixa a esposa, Denise, as filhas Renata e Manuela e os netos Caio, Vicente, Bruno e Gustavo. A despedida acontece a partir das 16h, na Capela Frei Edgar, no Cemiteiro São José (Rua São José, 419, Centro). A cremação acontece às 20h no mesmo local. 

O prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, decretou luto oficial de sete dias pelo falecimento de Paulo Roberto Tesserolli França.