Rádio Clube De Blumenau SC bate recorde de mortes em 24 horas e casos ativos voltam a aumentar ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Quarta-feira, 22 de setembro de 2021 -

SC bate recorde de mortes em 24 horas e casos ativos voltam a aumentar

Santa Catarina bateu o recorde de mortes por Covid-19 em um único dia nesta terça-feira, 23, com 182 novas mortes, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

O número supera o recorde anterior, de 167, no último dia 16 de março. Nos últimos sete dias, ocorreram 1.042 mortes, média de 130 por dia. Com o acréscimo das mortes, já são 9.833 desde o início da pandemia. Do total, 2.316 somente em março, quando o sistema de saúde do Estado colapsou.

Nesta terça-feira, o Estado também voltou a registrar aumento no número de casos ativos de Covid. Após dois dias em queda, o volume de doentes ativos subiu para 33.187. Foram registrados mais 6.757 casos no último boletim, o que fez o acumulado desde o início da pandemia chegar a 774.409. Do total, 731.389 são considerados recuperados. Em relação aos casos ativos, Joinville lidera entre os municípios (4.046), seguido de Florianópolis (3.105), Blumenau (1.681), Palhoça (1.204), Chapecó (1.157), Criciúma (1.085), e Lages (1.057).

Leito de UTI

A ocupação oficial de leitos de UTI adultos é de 98,3%, mas, na prática, não há unidades disponíveis. Dos 1.398 leitos adultos de UTI SUS, há 985 ocupados com pacientes infectados com Covid-19 e 389 ocupados por outras enfermidades.

Além disso, 337 pacientes estão à espera de um leito de UTI. A maioria é na região Norte (95), seguida do Sul (75), Grande Florianópolis (61), Foz do Rio Itajaí (39), Grande Oeste (35), Meio-Oeste (16), Serra (9), e Vale do Itajaí (7).

Para garantir atendimento aos pacientes, o governo do Estado suspendeu a realização de cirurgias eletivas de média e alta complexidade nos hospitais públicas e privadas de Santa Catarina. A medida serve para economizar insumos e priorizar o combate à Covid.

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?