Rádio Clube De Blumenau Câmara aprova repasse de R$ 600 mil para hospitais de Blumenau ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Sexta-feira, 17 de setembro de 2021 -

Câmara aprova repasse de R$ 600 mil para hospitais de Blumenau

Na sessão desta segunda-feira, 17, a Câmara de Vereadores de Blumenau, aprovou um Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que visa o repasse de R$ 600 mil destinados à saúde aos Hospital Santa Catarina e Santo Antônio para o tratamento da Covid-19.

Conforme texto do projeto de autoria do prefeito Mário Hildebrandt, encaminhado em regime de urgência para votação, o valor de R$ 600 mil foi recebido em 5 de outubro de 2020 referente à portaria 2.624 do Ministério da Saúde.

A portaria do Ministério da Saúde visa a execução de ações de vigilância, alerta e resposta à emergência de Covid-19. Sendo destinado aos Núcleos Hospitalares de Epidemiologia (NH), conforme aponta o projeto de lei.

Destes R$ 600 mil, R$ 300 mil deverão ser encaminhados para cada hospital (HSA e HSC).

Requerimentos

Alguns vereadores ainda fizeram seus pedidos e indicações acerca do tema, as chamadas “moções”.

O vereador Ailton de Souza, PL, requereu informações junto ao Hospital Santo Antônio e Santa Isabel para que esclareçam acerca dos critérios de contratação, diante da escassez de profissionais da saúde. Ainda, se há preferência para contratação de profissionais residentes em Blumenau e região.

Bruno Cunha, do Cidadania, registrou questionamento ao SEMUS sobre os grupos prioritários para a vacina da Covid-19.

Seu questionamento foi no sentido de incluir os estudantes dos primeiros semestres de medicina no grupo prioritário: “Há previsão para inclusão desses estudantes nos grupos prioritários? Por qual motivo somente os estudantes dos últimos anos já se encontram na lista para receber a vacina, e os estudantes dos primeiros períodos que já realizam estágios na área da saúde não? Existe algum prazo para que se vacinem todos os estudantes de Medicina de Blumenau?”.

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?