Rádio Clube De Blumenau Hospital Santa Isabel realiza milésimo transplante de fígado ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Quarta-feira, 29 de janeiro de 2020 -

Hospital Santa Isabel realiza milésimo transplante de fígado

O dia 28 de junho de 2016 certamente será lembrado como um dia histórico para o estado de Santa Catarina, pois a ACSC – Hospital Santa Isabel de Blumenau, alcançou a marca de 1.000 transplantes de fígado.

A história inicia em 2002 com o primeiro transplante hepático do estado de Santa Catarina e desde então o sucesso da equipe multidisciplinar foi crescendo, como quando em 2011 realizou 96% dos transplantes de fígado feitos no estado e hoje alcança a marca de 1.000 transplantes.

 Para o chefe do serviço de transplantes hepáticos, Dr. Marcelo Nogara o dia de hoje é um marco importante para a instituição, pois alcançar o milésimo transplante de fígado atesta a qualidade dos profissionais na área. Desde a SC Transplantes, a equipe da CIHDOTT que realiza a abordagem à família, passando pela equipe que realiza a captação, a logística, o piloto e o motorista que realizam o transporte do órgão, até a equipe que prepara a sala de cirurgia, que executa o transplante e a que posteriormente cuidará da recuperação do paciente. Todos os envolvidos no processo certamente tem muito à comemorar.

 A captação do fígado de número 1.000 ocorreu em Lages, através da doação feita pela família de um jovem de 18 anos que morreu devido a um traumatismo craniano e com a atitude nobre de sua família que disse sim a doação, oito vidas foram salvas.

 A paciente Inezilda Alves Trindade, de 63 anos foi uma das vidas beneficiadas e vai marcar o dia 28 de junho, como o dia que teve uma nova chance de viver, pois após mais de 6 horas de cirurgia ela passa bem e segue estável se recuperando.

Conversando com Dona Eugênia, uma mulher simples, que demonstrava esperança no olhar, pode-se conhecer um pouco mais da história de sua irmã. Segundo ela, a Sra. Enezilda já vinha por dois anos fazendo tratamento de Hepatite C. Do interior de São Paulo Enezilda se mudou para a casa de Dona Eugênia em Curitiba – PR, onde dava continuidade no tratamento.

Porém nos últimos 7 meses o sofrimento aumentou com o surgimento da cirrose. Com o agravamento do seu estado de saúde, seu médico, Júlio César Wiederkehr, orientou que viessem para Blumenau para internar Enezilda no Hospital Santa Isabel e aguardar o órgão para transplante.

Dona Eugênia agradeceu aos familiares do doador e disse que apesar da perda de um membro desta família, ela viu nascer uma nova esperança para a sua irmã.

O Sr. José, marido de Enezilda, contou que a esposa ficou emocionada com a notícia do transplante. Também agradeceu à família do doador e mencionou estar muito ansioso em voltar para casa com a sua esposa renovada.

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?