Segunda-feira, 20 de novembro de 2017 -

Cuidados contra o Aedes devem permanecer mesmo no inverno

Compartilhe

Mesmo com as temperaturas mais baixas que vem sendo registradas em Blumenau, a equipe da Vigilância Epidemiológica lembra que os cuidados para evitar focos do mosquito Aedes aegypti devem ser mantidos durante todo o ano, como forma de evitar novos casos da doença. O mosquito foi um dos vilões do verão no país, com a transmissão da dengue, zika e chikungunya. Em Blumenau, até o momento, foram confirmados 16 casos de dengue, sete de chikungunya e nenhum de zika.

Especialistas alertam que com o frio a presença do Aedes pode até diminuir, mas ele não desaparece de vez. Isso ocorre devido a uma redução no volume de chuvas e das temperaturas, o que torna o clima desfavorável para a reprodução do mosquito transmissor das doenças. Atualmente, o município está com 42 focos do inseto, todos monitorados e controlados.

As ações de combate ao Aedes em Blumenau não tiveram pausa desde o início do ano. Os agentes comunitários de saúde já visitaram desde o início de 2016 mais de 47 mil residências, passando informações e formas de evitar criadouros do inseto. Só na última semana foram 4.638 domicílios visitados. Mensalmente os agentes de combate a endemias do município monitoram as mais de 1.300 armadilhas de combate ao mosquito, além das delimitações de foco e tratamento em áreas onde o inseto é encontrado. Também foram atendidas pela equipe da Vigilância, em 2016, mais de 800 denúncias recebidas via ouvidoria.

No combate aos criadouros, as medidas de prevenção envolvem procurar e eliminar possíveis focos de mosquito, que podem estar em caixas d’água, galões e tonéis descobertos; ou ainda em vasos de plantas, calhas, garrafas, lixo e bandejas de ar-condicionado com água acumulada.

Compartilhe
COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *