Segunda-feira, 25 de setembro de 2017 -

Restauração vai ampliar o espaço do Museu Fritz Müller

Compartilhe

A Fundação Municipal do Meio Ambiente (Faema) deve entrar em breve com a ação de desapropriação do terreno situado ao lado do Museu Fritz Müller, na Rua Itajaí, 2.195, no bairro Vorstadt. A ação, em comemoração ao período de junho, considerado o mês do meio ambiente, integra uma das etapas que estão sendo efetivadas pela fundação para a restauração do museu, que completou na sexta-feira, dia 17, 71 anos de existência.

A ação de desapropriação também atende ao decreto assinado no início de junho pelo prefeito Napoleão Bernardes, que declara o terreno, estimado em cerca de R$ 140 mil, em área de utilidade pública do município. Com isso, a Faema projeta mais um avanço rumo à restauração do local, que deverá ter sua área ampliada, passando dos atuais 5 mil metros quadrados para mais de 6 mil metros quadrados.

Segundo o presidente da Faema, Alexandre Baumgratz, o decreto de utilidade pública representa a garantia de que o Executivo está tomando as providências para que o projeto de restauração se torne realidade. “Tanto o decreto quanto a ação de desapropriação do terreno, que garante a preservação do entorno, é um marco importante para a preservação da história da casa Fritz Müller”, diz. “A restauração do museu traz um enorme ganho cultural à cidade, além da sua importância ambiental e do atrativo turístico”, explica.

Entre outros avanços, a Faema também concluiu o processo necessário para a contratação da empresa que ficará responsável pelas obras de restauração do museu. A proposta da fundação é fazer uma completa reestruturação do local ainda neste ano. Para isso, os recursos serão provenientes do Fundo Municipal do Meio Ambiente, incluindo o capital destinado para a ação de desapropriação do terreno ao lado.

museu fritz muller

Museu
A completa restauração do Museu Fritz Müller para a Faema também representa as expectativas de comemoração ao nascimento do Dr. Fritz Müller, que completa 200 anos em 2022. Fundado em 1936, o local é resultado da necessidade de manter viva a memória e o trabalho de Fritz Müller. Abriga itens como insetos, animais taxidermizados, animais conservados em meio líquido, fósseis, ossos, peles, minerais, além de pertences do biólogo e de sua família. O local é administrado Faema.

Compartilhe
COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *