Rádio Clube De Blumenau Justiça divulga maior sentença aplicada a traficantes em um único processo na cidade de Blumenau ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018 -

Justiça divulga maior sentença aplicada a traficantes em um único processo na cidade de Blumenau

 

A Polícia Civil de Blumenau divulgou nesta terça-feira, dia 19, a sentença referente à Operação Anástasis, deflagrada em abril de 2017, após investigações sobre o tráfico de drogas ocorrido principalmente na região conhecida como Morro Dona Edith. Pelo menos 120 policiais civis e militares estiveram mobilizados na operação. Segundo a polícia são as maiores penas já aplicadas a traficantes num único processo na cidade de Blumenau, pois somadas chegam a 182 anos de prisão. As investigações foram realizadas por policiais civis da DIC Blumenau e coordenadas pelo Delegado Egídio Maciel Ferrari.

Todos os condenados podem recorrer da sentença, porém continuarão presos.  Eles respondem pelos crimes de tráfico, associação para o tráfico, porte de arma de fogo de uso restrito e integrar organização criminosa. Um dos acusados absolvidos nessa investigação, Abimael Silva dos Santos, havia sido solto, mas de acordo com a Polícia Civil, depois ele acabou sendo encontrado com drogas no Morro da Edith também, por isso deve ficar preso por esse processo.

O delegado Egídio Ferrari concedeu entrevista para a Rádio Clube de Blumenau sobre o assunto:

Geovane Pinheiro foi acusado e pegou pena de 34 anos de reclusão (líder do grupo);

Adriano Torres de Oliveira foi acusado e pegou pena de 24 anos de reclusão;

Jakson Raulino Fagundes foi acusado e pegou pena de 25 anos de reclusão;

Richard Santiago Izidorio foi acusado e pegou pena de 29 anos de reclusão;

Rafael Silva dos Santos foi acusado e pegou pena de 24 anos de reclusão;

Alisson Willian Seberino Batista foi acusado e pegou pena de 25 anos de reclusão;

Leonaldo Abreu Wagner foi acusado e pegou pena de 19 anos, dois meses e 12 dias de reclusão;

Foram absolvidos os acusados: Abimael Silva dos Santos e Taise Jeremias;

 

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?