Rádio Clube De Blumenau Possível vítima de gripe A faleceu na manhã desta terça-feira ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Segunda-feira, 15 de outubro de 2018 -

Possível vítima de gripe A faleceu na manhã desta terça-feira

 

FOTOA Vigilância Epidemiológica confirmou na tarde de hoje, 19 de abril, a morte de uma mulher, suspeita de ter sido causada pelo vírus H1N1. O resultado do exame, realizado pelo laboratório Central de Saúde Pública, ainda não está disponível. A vítima tinha 32 anos, era moradora do bairro Velha Grande e fazia parte dos grupos prioritários que devem receber a vacina na campanha nacional. “Isso nos preocupa e alerta para a importância de a população indicada fazer a vacina assim que a campanha iniciar”, ressaltou a gerente de Vigilância Epidemiológica, Ivonete dos Santos. A mulher foi internada ontem e faleceu no final da manhã desta terça-feira, dia 19.

Se confirmada, esta será a quinta morte causada pelo vírus H1N1 em Blumenau. As duas primeiras mortes foram registradas entre os dias 26 e 27 de março: uma mulher de 48 anos e um homem de 43, que estavam cerca de três semanas em UTIs de hospitais da cidade. Já a terceira vítima era uma mulher de 60 anos que estava internada na UTI de um hospital de Brusque e faleceu no dia 1º de abril. A quarta morte registrada foi a de um homem de 73 anos, no dia 8 de abril.

Atualmente o município contabiliza 31 casos positivos de H1N1, incluídos os quatro óbitos, e 29 suspeitos que aguardam resultados de exames, inclusive o desta vítima.

A Campanha de Vacinação contra o vírus H1N1, determinada pelo Ministério da Saúde, está programada para começar no Estado em 25 de abril. A Secretaria de Saúde do município ainda estuda formas de adiantar a vacinação, junto ao Ministério e à Secretaria de Estado da Saúde. A prevenção segue sendo uma boa forma de evitar a contaminação pelo vírus. A orientação é de que a população pratique a etiqueta da tosse, evitando lugares fechados e com grande concentração de pessoas, além da lavagem das mãos com freqüência.

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?