Rádio Clube De Blumenau Minha Blumenau cria plataforma para ocupação coletiva da Prainha ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Quarta-feira, 25 de novembro de 2020 -

Minha Blumenau cria plataforma para ocupação coletiva da Prainha

A Prainha é um símbolo cultural de Blumenau. Palco de grandes eventos artísticos e shows de bandas que marcaram uma geração, o lugar também era um espaço utilizado por famílias e grupo de amigos que gostavam de encontros a céu aberto e rodeado de belas paisagens.

Em 2012 o local foi fechado pela Prefeitura Municipal e se tornou palco de um grande canteiro de obras. Durante esse período, a atitude de proibir o acesso de pessoas ao local foi muito criticada e gerou mobilização por parte de vários grupos e coletivos. Quatro anos se passaram e, depois de muitas ações e reivindicações por parte de alguns grupos da sociedade civil ,  a prainha foi reaberta. Pensando nisso, a Minha Blumenau criou uma plataforma para a ocupação coletiva, criativa e consciente da Prainha. O objetivo é reunir as pessoas para que elas possam se reconectar com o local através da arte e da cultura.

“Nós queremos juntar os coletivos e todos os cidadãos que quiserem colaborar para uma ocupação criativa do espaço. Vamos passar o dia produzindo mobiliário alternativo com materiais reutilizados, pintando, plantando flores, prestigiando artistas locais, promovendo e participando de oficinas, entre outras atividades culturais”, explica Amanda Tiedt, idealizadora da rede Minha Blumenau.

Através da plataforma http://www.prainha.minhablumenau.org.br/, as pessoas podem visualizar um pouco da história da prainha, alguns projetos alternativos, fazer a doação de materiais ou inscrever atividades para a ocupação que acontece no dia 23 de julho. “Vai ser um dia plural e colaborativo, onde vamos ocupar e ressignificar o espaço da Prainha respeitando a natureza e usando a criatividade”, finaliza Amanda.

Foto: Jaime Batista
Foto: Jaime Batista
COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?