Rádio Clube De Blumenau Japoneses da Jica fazem vistoria em área do bairro Fortaleza Alta ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 -

Japoneses da Jica fazem vistoria em área do bairro Fortaleza Alta

 

A equipe japonesa da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) e a diretoria de Geologia da Secretaria de Defesa do Cidadão (Sedeci) visitam nesta quarta-feira, dia 17, a região do Loteamento Santa Rita, no bairro Fortaleza Alta. O objetivo da visita é vistoriar a área que faz parte do projeto piloto do Gides (Projeto de Fortalecimento da Gestão Integrada de Riscos e Desastres – Cooperação Brasil-Japão).

De acordo com o diretor de Geologia da Sedeci, Maurício Pozzobom, o primeiro dos quatro eixos que compõem o Gides já está pronto – o mapeamento. Com ele em mãos, os outros três são trabalhados de forma simultânea – monitoramento e alerta, obras e planejamento e expansão urbana.

A área localizada no Fortaleza Alta foi escolhida justamente por causa desse último item, além de ser uma das regiões que mais crescem no município. “São cinco quilômetros quadrados que representam apenas 1% da extensão do município. Mas que dão um direcionamento de como a cidade deve crescer nos próximos anos”, disse Pozzobom. Os japoneses do Jica ficam em Blumenau até sexta-feira, dia 19, e participam de uma série de encontros na sede da Sedeci para discutir todos os eixos do projeto.

Gides

O Gides foi criado em agosto de 2013 em parceria entre a Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a Jica. Entre as cidades que foram escolhidas para participarem deste projeto está Blumenau, considerado um dos municípios que mais sofreu com as consequências dos desastres naturais de 2008. O principal objetivo do Gides é a formulação de estratégias de avaliação de riscos com o planejamento da expansão urbana, envolvendo a recuperação e reconstrução de áreas de risco no Brasil.

japoneses em Blumenau

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?