Rádio Clube De Blumenau Sindicato dos professores da rede estadual suspende greve prevista para esta quinta ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Quinta-feira, 04 de março de 2021 -

Sindicato dos professores da rede estadual suspende greve prevista para esta quinta

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação na Rede Pública de Ensino do Estado de Santa Catarina (Sinte) anunciou a suspensão da greve da categoria, que estava marcada para começar nesta quinta-feira, 18. A decisão foi tomada em Assembleia virtual, realizada nesta terça-feira, 16.

A mudança de posição teria acontecido por conta da suspensão das aulas presenciais em várias cidades do estado, por conta do avanço da pandemia. Ao todo, 53 dos 295 municípios catarinenses já adiaram o retorno dos alunos às escolas.

“A nossa orientação a partir de ontem é continuarmos fazendo a nossa defesa da vida. Nós não queremos aulas presenciais durante a pandemia. Temos várias escolas que não tem condição de receber os alunos. Nós estamos incentivando que os pais não mandem seus filhos às aulas”, diz o coordenador estadual do Sinte, Luiz Carlos Vieira.

Além da questão da suspensão das aulas presenciais, Vieira também mencionou que vários professores estão no grupo de risco. Há ainda os docentes que, por serem contratados como temporários, precisam do salário e não adeririram à greve. Por conta do baixo número de profissionais que sobrariam para a “resistência”, como citou Luiz, o Sinte optou pela suspensão da paralisação.

Uma nova Assembleia foi marcada para o dia 8 de março, quando a categoria voltará à pautar a questão da greve.

O que diz a Secretaria de Estado da Educação

Por meio de um comunicado, a Secretaria de Estado da Educação se disse surpreendida pelo então anúncio da paralisação. O órgão entendeu o movimento do sindicato com “radical”, e informou que “rá manter o trabalho para o início das aulas a partir do dia 18 de fevereiro”.

Confira a nota na íntegra:

A Secretaria de Estado da Educação (SED) foi surpreendida na manhã desta terça-feira, 16, com um ofício enviado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte-SC) notificando a deflagração da greve a partir do dia 18 de fevereiro, data marcada para o início do ano letivo, como resultado de uma assembleia realizada no dia 12/02/2021.

A SED aguardava os representantes do Sinte para apresentar o andamento das ações de retomada das aulas, construídas de forma democrática em três modelos – 100% presencial, misto e 100% remoto – com o objetivo de respeitar os profissionais do grupo de risco e incluir as especificidades de cada escola.

Sem a reciprocidade do diálogo, a SED optou por cancelar a reunião por entender que uma greve neste momento é um movimento radical por parte do Sinte e uma decisão que não será aceita pela sociedade, que espera ter a opção de levar os filhos para a escola de forma segura, conforme está sendo planejado há meses pelo Governo do Estado.

Desta forma, a SED irá manter o trabalho para o início das aulas a partir do dia 18 de fevereiro, seguindo nos três modelos para atender todos os alunos. Assim, também atende ao interesse público para cumprimento da Lei 18.032/2020, que considera atividades educacionais, aulas presenciais nas unidades das redes pública e privada de ensino, como serviço essencial em Santa Catarina.

Por fim, a SED entende que a deflagração da greve não representa a vontade da maioria dos trabalhadores em educação da rede estadual. Caso necessário, a SED está se mobilizando para acionar a Justiça e adotar as medidas cabíveis. 

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?