Rádio Clube De Blumenau Cirurgia de Câncer Avançado é realizada pela primeira vez em Blumenau ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Sexta-feira, 20 de julho de 2018 -

Cirurgia de Câncer Avançado é realizada pela primeira vez em Blumenau

 

O Hospital Santa Catarina de Blumenau realizou, nesta quinta-feira, 12 de janeiro, sob a coordenação da cirurgiã oncológica Patrícia Costa Câmara, a primeira Hyperthermic Intraperitoneal Chemotherapy (HIPEC), conhecida no Brasil como Cirurgia de Citorredução associada à Quimioterapia Intraperitoneal Hipertérmica.

Indicada apenas para pacientes com câncer em estágios avançados ou iniciados no peritônio (membrana que reveste os órgãos abdominais), o procedimento consiste na remoção de tumores da região abdominal combinada com a administração de quimioterapia hipertérmica.

Durante a cirurgia, o primeiro passo é remover todos os tumores visíveis possíveis, preservando, sempre que for viável, o órgão afetado pela doença. Após a remoção dos tumores, é realizada a infusão de um quimioterápico na cavidade abdominal através da máquina de Infusão Intraperitoneal Hipertérmica. Essa infusão atua com uma temperatura de 40 a 42°C graus.

De acordo com a cirurgiã oncológica, Patrícia da Costa Câmara a combinação entre o quimioterápico e o calor exercido pela máquina é que mata todas as células cancerígenas microscópicas, ou seja, as células não visíveis e, portanto, impossíveis de serem retiradas por cirurgia convencional.

Segundo Dra. Patrícia, a cirurgia dura entre 6h e 18h, dependendo da complexidade e do estado geral de saúde do paciente. “Embora seja um procedimento de alto risco, a Cirurgia Citorredutora quando bem sucedida aumenta as chances de cura e, nos casos em que isso não é possível, prolonga e melhora a qualidade de vida dos pacientes”, destaca.

Além da cirurgiã responsável Dra. Patrícia Costa Câmara integraram a equipe: Dr. Rinaldo Danesi Pinto, Dr. Roger Kruger Lima e o médico convidado Dr. Eduardo Fernandes, do Rio de Janeiro.

CIRURGIA

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?