Rádio Clube De Blumenau Waldir Maranhão volta atrás e revoga decisão de anular processo de impeachment ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Quarta-feira, 20 de junho de 2018 -

Waldir Maranhão volta atrás e revoga decisão de anular processo de impeachment

 

Todos os dias os brasileiros acordam com novidades no cenário político que ultimamente tem cara de incerto. É o que também avalia a mídia internacional, que já chegou a utilizar o termo “confusão” para exemplificar o que está acontecendo no Brasil. Depois da decisão do presidente em exercício da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA) de anular a sessão da Câmara que aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff repercutir no país, deixando até mesmo o mercado financeiro incerto, mais uma surpresa. Agora, o deputado decidiu revogar a decisão que proferiu na manhã de segunda-feira, dia 09.

A decisão da revogação chegou até a  Secretaria Geral da Mesa da Câmara por volta de 00h20. O deputado Waldir  Maranhão assinou dois ofícios um com a revogação da decisão e outro destinado ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informando sobre a nova deliberação, que será publicada nesta terça-feira.

A decisão de Maranhão nessa segunda-feira, surpreendeu a todos, justamente numa manhã em que o plenário da Câmara estava vazio. Ao longo de todo o dia houveram reações no meio político, oposição reagiu, assim como os partidos também tomaram atitudes para impedir que o ato de Maranhão atrapalhasse a tramitação do processo de impeachment no senado, ou atrasasse. O partido PHS chegou a protocolar no Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para que a Corte derrubasse a medida tomada por Maranhão.

Mesmo com a notícia, o presidente do Senado, Renan Calheiros tocou o barco normalmente, e anunciou ainda na segunda-feira, que a leitura do resumo do relatório e a sessão do plenário desta quarta-feira estão mantidas. Se a abertura do processo for aprovada pelos senadores, Dilma será afastada da Presidência da República por até 180 dias.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

 

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?