Quarta-feira, 18 de outubro de 2017 -

Blumenau terá frio mais intenso dos últimos dois anos

Compartilhe

A estação mais fria do ano, o inverno, começa oficialmente no dia 21 de junho, mas os blumenauenses já sentem a queda forte das temperaturas. Desde sexta-feira as temperaturas estão mais baixas, e a sensação térmica também apresentou queda no município, segundo dados do AlertaBlu.

Dados do AlertaBlu apontam que a previsão para a semana é de frio mais intenso e persistente. Isso se dá por conta de uma massa de ar mais frio e seco de origem polar que avança pela Argentina e pelo Sul do Brasil. O tempo estará estável, com presença de sol entre nuvens. Sendo que próximo do final de semana as temperaturas devem ter nova queda chegando a mínima abaixo dos 5°C em Blumenau.

Se confirmando as temperaturas baixas e o tempo prolongado será o frio mais intenso desde 2013, quando a cidade inclusive teve o registro de deve.

Outras regiões de Santa Catarina também registram queda nas temperaturas, inclusive com registro de temperatura negativa como na Serra catarinense nesta segunda-feira. Em Bom Jardim da Serra e São Joaquim, os termômetros marcaram -1,4°C.

“Nas outras regiões, apesar de não ter apresentado temperatura negativa, a sensação de frio foi maior, devido à umidade e ao vento que está predominando”, disse o meteorologista da Epagri/Ciram, Marcelo Martins.

Entre quarta e sexta, a temperatura mínima, na madrugada e amanhecer, fica próxima e abaixo de zero grau, favorecendo a formação de geada, generalizada nas áreas altas do Oeste ao Planalto, e isolada nas demais regiões.

As temperaturas não sobem muito durante o dia, com baixa amplitude térmica. Por enquanto, não há previsão de neve para o Estado. O frio ganha reforço no próximo final de semana (11 e 12/06) com a chegada de uma nova massa de ar polar avançando para o Sul do Brasil e mantendo a as temperaturas muito baixas por vários dias consecutivos.

O frio também traz o alerta para a gripe. A queda da temperatura provoca o aumento dos casos das doenças respiratórias. Por isso, é necessário tomar alguns cuidados para evitar o contágio. A gerente de Vigilância de Doenças Imunopreviníveis e Imunização, Vanessa Vieira da Silva, orienta que as pessoas mantenham as janelas abertas e ventilem os ambientes, lavem muito bem as mãos e, sempre que tossir ou espirrar, cubram a boca com lenço descartável ou com o antebraço.

Se apresentar os sintomas da gripe, é necessário procurar imediatamente a um serviço de saúde para buscar tratamento adequado; após o início do tratamento, deve-se evitar sair de casa no período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas); evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados e adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

1016824_482118591879186_1135922920_n__34f1bcfc Foto 01 Foto 3

Compartilhe
COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *