Rádio Clube De Blumenau Blumenau perde cantora lírica Cristiane Roncaglio que lutava contra o câncer ⋆ Radio Clube de Blumenau Rádio Clube De Blumenau
AO VIVO
Sexta-feira, 20 de julho de 2018 -

Blumenau perde cantora lírica Cristiane Roncaglio que lutava contra o câncer

 

A cantora lírica blumenauense Cristiane Roncaglio faleceu nesta segunda-feira, dia 2, em Berlim (Alemanha), onde morava com a família e lutava contra o câncer. A Fundação Cultural de Blumenau (FCBlu) fará duas homenagens póstumas em memória da soprano, a primeira será nesta quinta-feira, dia 5 às 20h, na abertura da 3ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB). E a segunda será no dia 13 de julho, às 19h, na Igreja Luterana Centro, durante o lançamento do Encontro de Corais de Blumenau.

Em junho de 2013, a cantora esteve na FCBlu para para lançar seu primeiro CD internacional gravado pelo selo austríaco Capriccio. Em seu álbum solo, a Cristiane incluiu obras de Villa-Lobos, Waldemar Henrique, Cláudio Santoro, Ronaldo Miranda e Tom Jobim.

Cristiane começou na juventude os primeiros estudos de canto em corais de igrejas e de associações, como o da Associação Musical Camerata Vocale. Em Curitiba, ela estudou canto lírico na Escola Superior de Música e Belas Artes do Paraná na classe da professora Neyde Thomas. Em 2003, foi para a Alemanha em busca de atualização, vindo a se formar na Academia de Música de Hanns Eisler, em Berlim.

Durante a carreira, teve professores importantes, como Peter Konwitschny, Willy Decker, Carola Nossek, Barbara Bonney e o cantor KS. Roman Trekel, que mais tarde se casaria com a blumenauense. Cristiane se apresentou em concertos e produções de ópera, realizando uma série de apresentações por várias cidades europeias. Em Berlim apresentou o monólogo dramático-musical Ave Maria Callas com notável sucesso e elogios da crítica.

Pé no samba
O repertório da cantora incluiu inúmeros papéis operísticos alemães, italianos e franceses, Oratórios e Cantatas, bem como o tradicional Lied. Obteve sucesso com o seu primeiro CD Solo Brazilian Sentiments, em 2013. A repercussão rendeu um segundo trabalho fonográfico em 2014, com o grupo Sambalá, quando interpretou canções tradicionais do samba confirmando assim a versatilidade de sua voz, ambos pela gravadora austríaca Capriccio. “Cristiane sempre teve orgulho de representar o Brasil e Blumenau. Sempre falou de sua terra, sua gente e suas origens”, comenta o presidente da FCBlu, Rodrigo Ramos. “Alegre, de bem com a vida, parte para outras estreias.”

O corpo de Cristiane será velado em Berlim. Deixa enlutados o pai, o diácono Alcebíades Roncaglio, a mãe Valtrudes, o esposo Roman Trekel, que também é cantor lírico, a filha Johanna, os irmãos Daniel, Eder e Diego além de parentes e uma legião de amigos e admiradores.

COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

?