Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017 -

Prazo para adoção das cartinhas da Campanha Papai Noel dos Correios é prorrogado em Santa Catarina

Compartilhe

O prazo para participar da campanha Papai Noel dos Correios 2017, em Santa Catarina, foi prorrogado: quem deseja tirar do papel o sonho de uma criança tem até terça-feira (5) para ir a uma das agências participantes (confira aqui os endereços), adotar uma das cartinhas ainda disponíveis e entregar o presente na mesma agência.

Há ainda cerca de 1.000 cartinhas esperando por adoção. Para agilizar a sua participação, você poderá comprar um presente e entregar diretamente numa dessas agências cadastradas, mesmo sem ter adotado uma cartinha antes. Ao entregar, informe para que idade e sexo o referido presente se destina. Os pedidos mais comuns são: bola, carrinho, spinner, boneca e material escolar. A ação natalina é uma parceria dos Correios com mais de 150 instituições de ensino público de 57 municípios catarinenses. A meta estadual da campanha este ano é superar as 16 mil cartinhas de crianças adotadas na edição 2016.

Desde 2010, os Correios estabeleceram parcerias com escolas públicas, creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. As escolas cadastradas, indicadas pelas Secretarias de Educação dos municípios e do Estado, coletaram as cartas escritas por alunos matriculados da creche ao 5º ano do Ensino Fundamental e encaminharam o material aos Correios, que colocaram as cartinhas para adoção nas agências. Os Correios se responsabilizam pelo envio dos presentes para a escola, que vai repassá-los às crianças. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é informado no momento da adoção da carta.

Como resultado da iniciativa dos próprios empregados, o evento se consolidou, ao longo dos últimos 28 anos, como uma das maiores campanhas natalinas e uma das principais ações de responsabilidade social dos Correios e de todo o país. A campanha tem como objetivo responder às cartas das crianças que escrevem ao Papai Noel e, sempre que possível, atender aos pedidos de presentes daquelas que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Outro objetivo é trabalhar ações como desenvolver a habilidade da redação de carta, endereçar e usar corretamente o CEP. Nos últimos três anos, em todo o País, foram recebidos mais de 2,5 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios.

Compartilhe
COMENTAR COM O FACEBOOK:
Não temos controle sobre os comentários pelo Facebook

Comentar sem o Facebook

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *